Como perder barriga e emagrecer de verdade

Você faz exercícios diariamente, segue todas as dietas da moda e mesmo assim ainda não descobriu como perder barriga emagrecer de uma vez por todas? Veja abaixo os 9 motivos que possivelmente estão sabotando seus esforços sem que você perceba. Todos atrapalham o seu programa de emagrecimento, uns mais outros menos. Mas, o #9 é o campeão.

como-perder-barriga-e-emagrecer-de-uma-vez-por-todas

9 Dicas para Emagrecer de Verdade

# 1: Você não conhece a máquina que é o seu organismo:

O seu corpo é uma máquina e funciona como tal. Tem muita gente que entende tudo de carro, mas nada de metabolismo humano. Então vamos pegar um atalho. Quando você põe combustível adulterado no seu carro, o rendimento dele cai, as peças ficam comprometidas, a bomba entope e o motor começa a falhar. O carro morre e você tem que dar partida várias vezes para que ele funcione novamente.

Quando o seu carro é novo você tem colocá-lo pra andar; tem que amaciar o motor senão ele não desenvolve. E quando ele fica muito tempo sem funcionar, a bateria descarrega. Ou seja, assim como os carros, nosso corpo não foi projetado para receber qualquer combustível e muito menos para ficar parado. Pronto, desenhei! Agora vamos ver o que você deve estar fazendo de errado para que o seu organismo não responda aos seus esforços. Só assim saberá como perder barriga e emagrecer de uma vez por todas.

# 2: Você não está comendo pelos motivos certos:

O ato de comer deveria ter como objetivo fornecer energia. A fome serve para avisar que o seu corpo está ficando sem combustível.

Mas, as pessoas sentem, além da fome física, a fome emocional. E o nosso emocional trabalha com base em recompensas. É comum comer para se reconfortar; para comemorar; para se esquecer de algum acontecimento ruim; comer por hábito; comer por distração. Comer por estar sentindo sede e achar que é fome. E muitas outras razões.

Se não é fome física, então não é de comida que você precisa. Saber identificar a emoção que está causando a vontade de comer é o primeiro passo. De preferência antes de devorar uma barra de chocolate inteira. Depois pense nas horas que passou na academia e resista. Quando você começar a trabalhar isso e os primeiros resultados começarem a aparecer, a sua recompensa será outra. Será a satisfação de ter colocado os pontos nos iis, ou seja, comer para matar a fome física e não emocional.

Mas, como faço isso?

Quando se deparar com um prato de espaguete e sentir aquele desejo incontrolável de devorá-lo, lembre-se do que virá depois: um sentimento de derrota e de impotência diante do desejo. Uma raiva por ter jogado fora 1 hora de corrida na esteira. Experimente sentir isso antes e verá que se empanzinar de carboidrato não é uma ideia tão boa assim. E saia imediatamente de perto da tentação. Você quer saber como perder barriga e emagrecer de uma vez por todas, não? Então assuma que você ainda está fraco em suas convicções e que não vale a pena ficar testando seu autocontrole.

Quando você vencer a primeira batalha, o sentimento de satisfação será tão bom que o espaguete deixará de ser uma tentação.

# 3: Você está comendo pelos motivos certos, mas só porcarias:

A sua fome é física, mas sua alimentação é composta basicamente de massas, doces, biscoitos, chocolates, refrigerantes, sorvetes, etc. É como dar gasolina adulterada para o seu carro e querer que ele te carregue pra cima e pra baixo sem reclamar. Não vai acontecer, né? Combustível ruim, desempenho compatível.

# 4: Você não gosta de verduras e legumes:

Seu paladar está tão estragado por doces e comidas gordurosas que você não aprecia o sabor das comidas saudáveis, como legumes, frutas e verduras. Castanhas, amêndoas e azeite de oliva, você nem sabe que sabor tem. Grãos e massas integrais; tudo isso tem gosto de isopor quando comparado ao engordurado X qualquer coisa do Mc Donald’s. Mas, quem se habitua a comer os alimentos certos e fornecer os nutrientes que o organismo precisa, não consegue comer um X desses daí. Revira o estômago; dá arrepios só de pensar. É tudo uma questão de hábito, ok?

# 5: Você tem um objetivo, mas não tem uma meta:

Se você não estabelece um prazo para chegar a um destino, fica se distraindo à toa. Acha que pode se deitar à sombra de uma árvore na beira do caminho e descansar, só por hoje. Afinal, você não tem prazo para chegar ao seu destino. Essa tática é suicida. O que você tem que entender é que o hoje nunca acaba. Amanhã vai ser hoje de novo, e o seu desejo de comer doces ou a preguiça de se exercitar não vão te alertar sobre isso. Estabeleça um prazo e faça de tudo para cumpri-lo. Se quiser dar uma pausa na dieta, escolha um dia da semana. Diga: no domingo vou tomar uma cerveja e comer um churrasco (ou doce). E acabou. Não se permita concessões. Assim, na medida em que o prazo for se exaurindo e você for colhendo os resultados, vai se sentir recompensado e não terá dificuldades em manter a disciplina.

# 6: Você espera que moderador de apetite emagreça você

Eu esperava. Tomei sibutramina e outros medicamentos manipulados. Emagreci e engordei, sabe-se lá quantas vezes. Esses remédios aumentam o risco cardiovascular e impõem sérios riscos ao coração, pulmão e ao sistema nervoso central. Mas quem disse que isso me incomodava? Como todo gordo que se preze, eu usava a (pior) comida (possível) para compensar os desprazeres do dia a dia (experiência própria). E confiava que os moderadores de apetite pudessem me tirar daquela vida. Agora eu sei que tudo isso, combinado com o sedentarismo, vai gerando uma bomba, que se não for desarmada logo, acaba explodindo. Mais dia, menos dia.

# 7: Você não sabe que beleza e saúde andam de mãos dadas

E num belo dia, eu estava ali, uma criatura cheia de esperança, no processo de inflar novamente, participando de uma comemoração regada à cerveja, picanha e costela. Mas, claro, eu ainda queria ser esbelta. E para minha sorte, no meio da festa um amigo falou uma gracinha que fez minha ficha cair. Ele olhou para a picanha se derretendo no espeto e disse: “Não dá pra recusar! Os médicos que se fodam depois”. Ao o ouvir aquela piada, seguida por muitas gargalhadas, eu desarmei a minha bomba. Meu IMC era 28. No 30 eu colocaria os dois pés na obesidade. O meu problema não era só como perder barriga e emagrecer de uma vez por todas. Era uma questão de saúde! De que me serviria um corpo esbelto e bonito se vivesse em consultórios médicos?

# 8: Você odeia exercícios físicos

Eu também odiava. Não conseguia frequentar academias com aquelas músicas ensurdecedoras. A minha salvação foi encontrar um exercício físico que podia fazer em casa, veja esse artigo sobre o q48, ou ao ar livre. Consegui sentir prazer em me exercitar e assim reverter o processo. Já estive lá e hoje estou cá. E digam o que quiserem, eu jamais concordarei que os gordinhos são mais felizes. Eu não era.

# 9: Você não quer sair da zona de conforto:

Essa é forte: Todos os seus sonhos estão fora da sua zona de conforto. Esse é o pior motivo de todos. Você se propõe algumas tarefas, mas tem preguiça de executar. Promete resistir às tentações e não cumpre. Não quer saber de largar os maus hábitos alimentares e o sedentarismo, mas continua firme com o desejo de perder barriga e emagrecer de uma vez por todas. Logo logo você não terá mais credibilidade alguma em sua capacidade. As promessas não cumpridas, ainda que pequenas, têm a força de uma pá de terra que você joga em cima de você mesmo. Com o tempo, ainda que você queira se desenterrar, será impossível. Então, levanta e sacode a terra enquanto é tempo.

Não tem mágica. Você tem que se alimentar de forma correta e fazer exercícios físicos. E se você não está conseguindo fazer isso sozinho, peça ajuda a um profissional. É a sua vida que está em jogo e não vale a pena arriscar. Quanto mais tempo você fizer vistas grossas ao problema, menos tempo terá para viver livre e ser feliz.

Se o seu problema é adotar uma alimentação saudável, procure orientação com um nutricionista. Você pode também dar uma olhada aqui,

Se o seu problema é falta de tempo ou disposição para praticar exercícios físicos, dê uma olhada aqui.

Agora, se o seu problema for as duas coisas, desarme sua bomba o quanto antes. O tempo não para, já dizia nosso poeta Cazuza. Tome uma decisão em favor da sua saúde enquanto ainda estão rolando os dados.